A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Olmert fora-de-jogo!

 Olmert fora-de-jogo!
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro israelita foi colocado entre a espada e a parede pelo ministro da Defesa. Ehud Barak exigiu a Ehud Olmert que deixe o governo devido ao escândalo de corrupção em que está alegadamente envolvido. Os trabalhistas de Barak são o maior apoio do partido Kadima na coligação governativa. Se Olmert não abandonar o posto de primeiro-ministro os trabalhistas vão provocar eleições antecipadas.

Este ultimato surge um dia depois do testemunho de um empresário americano que confessou ter dado a Olmert 150.000 dólares em dinheiro durante 15 anos antes de Olmert se tornar o líder do Kadima e o dirigente do país. O primeiro-ministro está sob investigação por suspeita de financiamento partidário ilegal. Ehud Olmert reconhece ter recebido dinheiro do empresário mas afirma tratar-se de donativos legais. Apesar de negar ter cometido um crime Olmert tem dito que se demite se for acusado.