A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Legislativas macedónias marcadas por actos de violência

Legislativas macedónias marcadas por actos de violência
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Os apoiantes do primeiro-ministro Nikola Gruveski festejaram nas ruas de Skopje a vitória dos conservadores nas legislativas antecipadas de domingo, na Macedónia. Contados 98,9 % dos buletins, a votação dava ao partido de Gruveski 48,33 % dos votos. Mas o escrutínio ficou manchado por actos de violência ocorridos em zonas de maioria albanesa.

No discurso de vitória, o chefe de Governo lamentou as vítimas resultantes dos incidentes, adiantando que a Macedónia “tem de demonstrar a sua capacidade de seguir em frente e realizar eleições livres e justas, para mostrar que o país merece integrar a UE e a NATO”.

Os incidentes violentos mancham as eleições, vistas pela União Europeia como um teste à maturidade macedónia. A aliança conservadora garantiu uma maioria absoluta, obtendo 64 dos 120 assentos parlamentares.

Ficam por contar 2% dos votos nas zonas afectadas pelos distúrbios, que resultaram em um morto e pelo menos 9 feridos este domingo.