Última hora
This content is not available in your region

Camionistas da Shell em greve por aumentos salariais

 Camionistas da Shell em greve por aumentos salariais
Tamanho do texto Aa Aa

A juntar-se à crise dos combustíveis, os camionistas que abastecem os postos da Shell na Grã-Bretanha iniciaram uma greve de quatro dias. Cerca de 10% das nove mil e quinhentas estações de serviço do país deverão ser afectadas pelo protesto. Os sindicatos alegam que os salários não aumentam desde 1992. As duas empresas responsáveis pelo abastecimento da companhia anglo-holandesa afirmam que propuseram um aumento de 7,3%. Mas as negociações estão bloqueadas.

O primeiro-ministro britânico tem exortado a população a evitar uma corrida aos combustíveis que poderia levar a uma ruptura dos abastecimentos. Entretanto, nas estradas da Península Ibérica, a circulação regressa, pouco a pouco, à normalidade após quatro dias de tensões. En Espanha, as autoridades detiveram mais de cem pessoas durante as operações de desimpedimento das vias bloqueadas pelos manifestantes. Em Portugal, a paralisação dos camiões foi suspensa depois do acordo com o Governo.