A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Tensão ao rubro no sul do Afeganistão

 Tensão ao rubro no sul do Afeganistão
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de civis afegãos fogem do distrito de Arghandab, no sul do Afeganistão, face à iminência de uma batalha entre militares afegãos apoiados pelas forças da NATO contra rebeldes.

Os Talibã lançaram um ultimato de 24 horas à população para evacuar a região de Kandahar onde cerca de 600 insurgentes dominam desde segunda-feira parte do distrito de Arghandab depois de libertar, no sábado, mais de 500 presos detids na principal cadeia de Kandahar.

O edifício foi dinamitado e a polícia ainda procura os fugitivos. As forças da NATO lançaram panfletos para alertar a população para um ataque iminente do Exército do Afeganistão para recuperar sete aldeias próximas de Kandahar.

Há centenas de talibãs com armas sofisticadas. O porta-voz talibã Qari Mohammad Yousuf disse que, depois de ocupar Arghandab, os insurgentes pretendem atacar Kandahar.
Uma das maiores do país e antigo reduto do Talibã, que governou o Afeganistão até 2001, quando o governo foi derrubado com o início da guerra liderada pelos Estados Unidos.
À medida que se agrava o conflito cresce também o numero de refugiados. Actualmente há cerca de 3 milhões de afegãos na condição de refugiados, a maior parte deles no Paquistão e no Irão.