A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

UE aprova leis contra imigração clandestina

UE aprova leis contra imigração clandestina
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A União Europeia aperta o cerco à imigração clandestina no velho continente. Os eurodeputados aprovaram esta quarta-feira a chamada “directiva de retorno”, um projecto lei muito criticado pela esquerda e pelas ONG’s.

O texto resulta de um compromisso sem precedentes entre negociadores do Parlamento Europeu e os 27 estados membros.

A norma passou no hemiciclo com uma confortável maioria de 367 votos a favor, 206 contra e 109 abstenções. Os conservadores, os liberais e os eurocépticos uniram-se contra os socialistas e os verdes, fortes opositores às novas regras.

Uma vez publicada, a legislação só deverá entrar em vigor dentro de dois anos e tem, segundo os seus partidários, como principal prioridade facilitar a partida voluntária de cidadãos não comunitários em situação irregular.

Caso tal não se verifique, os infractores ficarão sujeitos a períodos de detenção que podem chegar aos 18 meses. Um vez expulsos, os imigrantes ilegais serão banidos do território da União Europeia por um período de cinco anos.