A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Rússia ameaça ripostar nova detenção de soldados russos na Abcásia

Rússia ameaça ripostar nova detenção de soldados russos na Abcásia
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A Rússia advertiu a Geórgia para o risco de confrontos sangrentos se se repetirem as cenas de detenção de militares russos, como a que ocorreu na terça-feira, junto à fronteira com a região separatista da Abcásia.

A ameaça veio do vice-chefe do Estado Maior das forças armadas russas, depois de Tbilissi ter libertado os quatro soldados, suspeitos de tráfico ilegal de armas.

Alexander Burutin sublinhou que os seus militares mostraram-se pacientes ao decidirem não disparar um só tiro. “Não posso no entanto garantir que os militares continuem a mostrar a mesma tolerância se o incidente se repetir. A paciência tem limites e as consequências podem ser drásticas, podendo levar mesmo a um banho de sangue”, afirmou.

Desde Maio, que a tensão entre os dois países tem vindo a crescer, depois das forças russas terem abatido um avião não tripulado georgiano sobre a região separatista.

Tbilissi acusa a Rússia de querer anexar as duas repúblicas separatistas do país, a Abcásia e a Ossétia do Sul, depois de Moscovo ter assinado o mês passado vários acordos comerciais com responsáveis locais.

O presidente georgiano, Mikhail Sakachvilli apelou ontem à ONU para que reveja o mandato das forças de paz nas regiões, acusando os militares russos, integrados na missão, de não serem neutrais.