Última hora
This content is not available in your region

Centenas de tibetanos detidos no Nepal

 Centenas de tibetanos detidos no Nepal
Tamanho do texto Aa Aa

Pelo menos quatrocentos exilados tibetanos foram detidos quando protestavam frente à embaixada chinesa em Katmandu. Uma manifestação contra a passagem da chama olímpica pela capital tibetana, Lhasa, o que aconteceu este sábado. O Nepal considera o Tibete parte da China, que é um doador importante de ajuda ao país e um parceiro comercial.

A tensão que se viveu na capital nepalesa, onde vivem no exílio 20 mil tibetanos, contrastou com a serenidade que rodeou o desfile da tocha dos Jogos Olímpicos de Pequim pelas ruas da capital da Região Autónoma do Tibete.

Em Março, a cidade tibetana e as regiões vizinhas foram palco de manifestações contra o domínio chinês. Não há certezas quanto ao número de mortos que a repressão dos motins causou. As autoridades chinesas falam em 21, o Governo tibetano no exílio em 203.

Na sexta-feira, a China anunciou ter libertado mais de 1000 pessoas acusadas de estarem envolvidas nos confrontos de Março.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.