Última hora
This content is not available in your region

Presidente da OPEP recusa aumento imediato da produção de petróleo

 Presidente da OPEP recusa aumento imediato da produção de petróleo
Tamanho do texto Aa Aa

Países produtores e consumidores, companhias petrolíferas e organizações internacionais estão reunidos na Arábia Saudita, para discutir a subida do preço do petróleo, as causas e as medidas para a enfrentar.
Mas ainda antes do encontro começar, em declarações a uma televisão, o presidente da OPEP já tinha excluído a hipótese de aumentar a produção. Disse que o assunto só seria discutido durante a reunião do cartel em Setembro.
Chakib Jelil explicou, uma vez mais, que para a Organização dos Países Exportadores de Petróleo a escalada dos preços se deve à especulação e ao enfraquecimento do dólar e não à falta de oferta.
A decisão da Arábia Saudita de aumentar a sua produção em 200 mil barris diários em Julho foi considerada errónea pelo líder da OPEP.
O preço do barril de crude quase que duplicou no espaço de um ano. Chegou recentemente perto dos 140 dólares, em Nova Iorque.
A subida do petróleo tem motivado diversos protestos por partes dos consumidores, nomeadamente em vários países europeus.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.