Última hora

Última hora

Países vizinhos do Zimbabué defendem adiamento das presidenciais

Em leitura:

Países vizinhos do Zimbabué defendem adiamento das presidenciais

Países vizinhos do Zimbabué defendem adiamento das presidenciais
Tamanho do texto Aa Aa

Os líderes dos países da Africa Austral reunidos na Suazilândia pediram, hoje, o adiamento das eleições presidenciais no Zimbabué.

O anúncio coincide com a saída do líder da oposição, Morgan Tsvangirai, da embaixada holandesa, em Harare, onde se encontrava refugiado desde domingo.

Em conferência de imprensa, Tsangirai pediu à União Africana e à Comunidade de Desenvolvimento da África Austral para que promovam, juntamente, com as Nações Unidas um processo de transição no país. A proposta, adianta o líder da oposição, passa pela criação de um período transitório que tenha em linha de conta a vontade do povo expressa no passado dia 29 de Março.

O candidato do Movimento para a Mudança Democrática retirou-se da corrida à segunda volta das presidenciais devido às ameaças feitas aos apoiantes do MDC.

A Comissão de Eleitoral do Zimbabué já fez saber que a retirada de Tsavngirai não altera a realização do escrutínio, agendado para a próxima sexta-feira.