A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Sarkozy acredita na ratificação polaca do Tratado de Lisboa

 Sarkozy acredita na ratificação polaca do Tratado de Lisboa
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Uma cerimónia solene nos Campos Elíseos, para marcar o primeiro dia da presidência francesa da União Europeia. Nicolas Sarkozy não tem tempo a perder. O presidente francês reuniu-se com os comissários europeus. Durante três horas, discutiram os desafios que a Europa enfrenta, agravados pelo “não” irlandês ao Tratado de Lisboa e pelas declarações, esta quarta-feira, do presidente polaco, Lech Kaczynski, que recusa ratificar o texto.

Nicolas Sarkozy não quer acreditar em tal ameaça: “Não posso imaginar que o presidente polaco, que assinou com o seu próprio punho o documento, primeiro em Bruxelas e depois em Lisboa, possa agora pôr em causa a sua própria assinatura. Não foi o primeiro-ministro, Donald Tusk, que negociou e assinou o Tratado. Foi o próprio presidente.”

Nicolas Sarkozy promete trabalhar de mãos dadas com o presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, para encontrar “soluções políticas aos problemas políticos” da Europa. Mas anunciou também medidas mas pragmáticas, como um plano de luta contra a doença de Alzheimer e a criação de um Erasmus da aprendizagem profissional.