Última hora
This content is not available in your region

Bélgica prepara festa nacional em plena crise política

 Bélgica prepara festa nacional em plena crise política
Tamanho do texto Aa Aa

O rei Alberto II da Bélgica continuava, esta quarta-feira, fechado no Palácio Real em consultas de emergência.

O monarca está a ouvir os partidos políticos na tentativa de encontrar uma solução para a crise provocada pela demissão do primeiro-ministro, Yves Leterme.

O dirigente histórico dos democratas-cristãos flamengos, Mark Eyskens, foi um dos primeiros a ser ouvidos.

“Penso que Leterme devia dirigir-se ao Parlamento com um discurso forte, o apoio do seu Executivo e um bom acordo de coligação. Depois, ele deveria pedir um voto de confiança à Câmara de Deputados. Se conseguir esse voto, o que deve acontecer por causa da larga maioria, ele sairá reforçado”, disse.

Quatro meses depois de assumir o cargo, Leterme pediu a demissão por ver chumbadas, no Parlamento, as suas propostas de reforma das instituições belgas.

Alberto II ainda não aceitou oficialmente o pedido e pode ainda tentar convencer o primeiro-ministro demissionário a manter-se no cargo.

Entretanto, nas ruas, começam os preparativos para a festa nacional belga, que se assinala a 21 de Julho.