Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Arrependido do escândalo de evasão fiscal condenado a 2 anos de prisão com pena suspensa

 Arrependido do escândalo de evasão fiscal condenado a 2 anos de prisão com pena suspensa
Tamanho do texto Aa Aa

Está concluído o primeiro processo na Alemanha ligado ao escândalo de evasão fiscal para o Liechtenstein.

Elmar Schulte, um promotor imobiliário acusado de fuga ao fisco foi condenado a 2 anos de prisão com pena suspensa.

O veredicto, sem prisão efectiva já era esperado, porque o homem de 66 anos tinha confessado, antes do processo, ter desviado dinheiro entre 2001 e 2006 e já versou 7 milhões e 600 mil euros ao fisco alemão.

O inquérito à enorme fraude fiscal prossegue, conduzido pelo ministério público de Bochum. 350 processos estão actualmente em curso.

O escândalo que se estendeu a vários países, foi revelado pela descoberta de dados bancários confidenciais de instituições do Liechtenstein que chegaram às mãos do fisco alemão.

O caso levou à demissão do presidente do banco dos correios da Alemanha, Klaus Zumwinckel , entretanto acusado de incitação à fraude fiscal

Até agora os arrependidos já entregaram ao fisco 110 milhões de euros.