Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Bulgária vê congelados mil milhões de euros

Bulgária vê congelados mil milhões de euros
Tamanho do texto Aa Aa

O congelamento de mil milhões de euros de fundos comunitários para a Bulgária. É a decisão da Comissão Europeia como medida de coacção contra a corrupção e o crime organizado naquele país.

A medida não é ainda oficial, mas segundo a agência de notícias Reuters, Bruxelas aprovará na próxima quarta-feira, o relatório mais duro contra um estado membro.

O congelamento dos fundos será feito em simultâneo com a interdição de gestão de fundos estruturais a quatro agências governamentais.

Este analista búlgaro não tem dúvidas de que a medida certa é parar o fluxo de dinheiro porque as acusações são legítimas e afirma que “ainda ontem, por exemplo, um magistrado foi detido sob a acusação de alegadamente ter recebido luvas por parte da região de Varna”.

Desde que entrou na União, em Janeiro de 2007, a Bulgária está sob forte vigilância. Só este ano já lhe foram congeladas várias centenas de milhões de euros. Se Sofia não conseguir acabar com o flagelo poderá pôr em causa a entrada do país no espaço Schengen e na zona euro.