A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

UBS promete cooperar com os Estados Unidos em caso de evasão fiscal

UBS promete cooperar com os Estados Unidos em caso de evasão fiscal
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O Banco suíço UBS garantiu ao Senado norte- americano estar disposto a colaborar com o Governo para identificar os infractores envolvidos num caso de evasão fiscal.

A instituição bancária é acusada pelos Estados Unidos de utilizar o segredo bancário para encobrir um equema que custou a Washington muitos milhões de dólares.

Mark Branson, director financeiro do banco, pediu desculpas: “Estou aqui para dizer de forma clara que a UBS lamenta sinceramente quaisquer falhas que tenham ocorrido. Nós assumimos a responsabilidade sem procurar minimizá-las. Em nome da UBS eu peço desculpas. Estou a garantir-vos que tomaremos as medidas necessárias para que isto não volte a acontecer”, declarou.

A audiência teve lugar após uma investigação que durou seis meses.

Uma sub-comissão do senado descobriu que a UBS e LGT,uma sucursal sediada no Lichtenstein, ajudaram clientes a evitar o pagamento de impostos através de um complexo sistema de estruturas ‘offshore’ encobrindo bens.

A admissão de culpa por parte do banco suíço surpreendeu os senadores, que esperam que o exemplo seja seguido por outras instituições bancárias com comportamentos semelhantes.