Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

UE prepara-se para bloquear 600 milhões euros para Bulgária

 UE prepara-se para bloquear 600 milhões euros para Bulgária
Tamanho do texto Aa Aa

Um relatório preliminar da Comissão Europeia sobre o país, citado pelos media búlgaros, prevê o bloqueio de 600 milhões de euros de fundos destinados a Sófia.

O relatório denuncia a falta de vontade do governo em combater a fraude na distribuição dos fundos europeus e a existência de conflitos de interesse na administração.

A Bruxelas pretende retirar a licença a duas agências encarregues de fazer a gestão dos fundos.

O primeiro-ministro búlgaro, Serguei Stanishef, diz que a oposição faz aproveitamento político e “acusa de forma infundada o presidente Gueorgy Parvanov, de ter usufruído de financiamento privado na campanha eleitoral”.

Stefan Sofyanski, da União dos Democratas Livres, não se fica pelas palavras e vai agir no parlamento. “Estabelecemos a data para apresentar a moção de censura. Será no dia 24 de Julho. Já recolhemos 80 assinaturas”, anunciou.

Não é a primeira vez que Bruxelas bloqueia fundos à Bulgária. Sófia defende-se referindo que todos os países da União tiveram problemas com fundos europeus e que a Bulgária está a aprender a lidar com eles.