Última hora

Última hora

Radovan Karadzic detido em Belgrado

Em leitura:

Radovan Karadzic detido em Belgrado

Radovan Karadzic detido em Belgrado
Tamanho do texto Aa Aa

Foi detido Radovan Karadzic, um dos homens mais procurados do planeta, por alegados crimes de guerra cometidos na Bósnia Herzegovina. A detenção foi anunciada esta noite pelo gabinete do presidente sérvio Boris Tadic.

O antigo líder político dos sérvios da bósnia vai ser interrogado por um juíz de instrução num tribunal de Belgrado antes de ser enviado para o Tribunal Penal Internacional.

A notícia da detenção de Karadzic foi saudada por diversos quadrantes internacionais.

Por um lado, a União Europeia, que impõe a colaboração do Governo sérvio com o TPI como condição essencial para uma eventual candidatura à UE.

Por outro lado a NATO, que considerou a detenção do antigo líder bósnio “uma excelente notícia há muito aguardada”.

No entanto, o advogado de karadzic conta uma versão diferente dos factos: “Radovan Karadzic foi detido sexta feira de manhã por volta das 9.30 quando seguia num autocarro público. Segundo a lei devia ter sido levado imediatamente à presença de um juiz. Por isso ninguém sabe quem o prendeu, quem o ordenou e quem o manteve durante três dias até ter sido trazido para aqui esta noite”, adiantou.
A
os 63 anos, Karadzic é acusado de genocídio na cidade de Srebrenica em 1995 e de graves crimes de guerra cometidos durante o cerco de Sarajevo.

Há mais de uma década que o antigo dirigente sérvio bósnio era procurado. Karadzic deverá ser transferido para as instalações do TPI em Haia nos próximos dias.