A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Bruxelas suspende fundos comunitários na Bulgária

Bruxelas suspende fundos comunitários na Bulgária
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Um corte de 500 milhões de euros, foi a penalização aplicada pela União Europeia à Bulgária.

As ajudas comunitárias foram suspensas até que Sófia dê mostras de progressos convincentes na luta contra a corrupção.

As sanções nâo foram uma surpresa para as autoridades búlgaras.

Gergana Granchova ministra dos assuntos europeus referiu a propósito que “não ajudaria se disséssemos que este relatório não é 100 por cento objectivo e justo. Escolho outro ponto de vista e digo que este relatório marca aquelas esferas, em termos de justiça e assuntos internos, onde não atingimos os patamares europeus. E tenho a certeza que todos os búlgaros concordam com isso”, concluiu.

Um relatório da Comissão Europeia sobre gestão de fundos diz que a prevenção contra a corrupção e o crime organizado na Bulgária, o mais recente e o mais pobre estado membro, não está a produzir resultados. No entanto, tal como declarou o porta-voz da CE Johannes Laitenberger “assim que a Bulgária der os passos necessários para melhorar o controlo financeiro, a Comissão esta preparada para inverter esta decisão”.

Os analistas dizem que o caso búlgaro poderá servir de exemplo a outros candidatos dos Balcãs e para apaziguar as vozes críticas ao alargamento do bloco europeu a Leste.

A Bulgária e a Roménia aderiram à União Europeia em Janeiro de 2007, sob condição de encetarem reformas judiciais e anti-corrupção significativas.