Última hora
This content is not available in your region

Fracassa última tentativa para salvar Ronda de Doha

 Fracassa última tentativa para salvar Ronda de Doha
Tamanho do texto Aa Aa

O nono dia de negociações da cimeira da Organização Mundial do Comércio, em Genebra, terminou sem acordo quanto à liberalização do comércio internacional.
O presidente da OMC, Pascal Lamy, confirmou o desfecho das negociações da Ronda de Doha, iniciadas em 2001: “Não vale a pena esconder. Esta reunião colapsou. Os membros não foram capazes de ultrapassar as diferenças”.
As negociações fracassaram, uma vez que China, Índia e Estados Unidos não se entenderam sobre como reformar as leis do comércio.
Perante esta situação, a União Europeia recusou-se a assinar o acordo alcançado, no passado domingo, com os países da América Latina, para reduzir as taxas alfandegárias sobre a importação de bananas.
O ministro equatoriano da Agricultura, Walter Poveda, mostrou-se desapontado com esta decisão. “De certa forma, fomos desiludidos, dado que o processo de globalização, o processo de eliminar fronteiras e de tornar o comércio mundial mais fácil vêem-se precisamente destruídos por decisões como esta”, afirmou.
Todos os encontros da Ronda de Doha fracassaram, já que os países não se entendem sobre como ter acesso aos respectivos mercados.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.