Última hora

Pequim reforça medidas de segurança

 Pequim reforça medidas de segurança
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Segurança máxima em vésperas da abertura dos Jogos Olímpicos. As autoridades chinesas reforçam os meios disponíveis depois de um ataque ter resultado esta segunda-feira na morte de 16 polícias. O atentado ocorreu na província de Xianjing, no Noroeste da China. Dois homens irromperam no posto policial fronteiriço de Kashi, na cidade de Kashgar, e lançaram granadas contras os membros das forças de segurança que se encontravam em pleno treino.

Os atacantes acabaram por ser detidos mas para já o comité olímpico não tem mais informação sobre o incidente: “Precisamos de entrar em contacto com a polícia de Xinjiang. Quanto à segurança olímpica, nós, o Governo chinês, e o comité organizador dos jogos, a cidade de Pequim, damos muita importância a esse aspecto”, afirmou um porta-voz do Comité Olímpico chinês.

O exército chinês suspeita de um grupo radical islâmico que luta pela independência da zona leste do Turquestão. Segundo os militares, a etnia Uigur representa a mais séria ameaça à segurança dos jogos.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.