Última hora

Conselho de Segurança da ONU sem acordo sobre Ossétia do Sul

 Conselho de Segurança da ONU sem acordo sobre Ossétia do Sul
Tamanho do texto Aa Aa

Terminou sem acordo a segunda reunião em 24 horas do Conselho de Segurança das Nações Unidas sobre o conflito entre a Geórgia e a Rússia.

Depois de várias horas de debate, os representantes diplomáticos alegaram haver necessidade de consultas com os superiores de cada país para avaliar soluções. Este sábado, voltam a reunir-se.

O encontro de ontem foi recheado de acusações mútuas.

A Geórgia, apoiada pelos Estados Unidos, quer o cessar-fogo imediato e começar as negociações sobre a Ossétia do Sul depois do fim das hostilidades. Tbilissi considera que a agressão russa tem como objectivo obrigar a Geórgia a prescindir da região e desistir da aproximação à União Europeia e à NATO.

A Rússia exige um pedido de desculpas por parte das autoridades georgianas, assegura que a morte dos compatriotas não ficará impune e promete represálias.

Moscovo acusa a Geórgia de ter começado o conflito, de querer levar a cabo uma limpeza étnica na Ossétia do Sul e de empregar a táctica da terra queimada para aterrorizar a população.

A Geórgia recusa-se a abandonar as posições conquistadas na Ossétia do Sul desde que começou o conflito.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.