Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

EUA: "Ofensiva russa na Geórgia não pode ficar sem resposta"

 EUA: "Ofensiva russa na Geórgia não pode ficar sem resposta"
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Os Estados Unidos endurecem o discurso contra a Rússia, por causa do conflito com a Geórgia.

De acordo com um comnunicado da Casa Branca, o vice-presidente Dick Cheney telefonou ao chefe de Estado georgiano para dizer que a agressão da Rússia não pode ficar sem resposta.

Antes das declarações de Cheney, que não deixam dúvidas quanto à solidariedade de Washington, o presidente George W.Bush enviou um recado às autoridades de Moscovo para calarem as armas.

O embaixador norte-americano nas Nações Unidas acusou Moscovo de querer provocar a queda do presidente georgiano, que representa um entrave aos interesses russos na região.

A Rússia acusa a Geórgia de genocídio na Ossétia do Sul e não gosta das advertências do outro lado do Atlântico.