Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Evo Morales apela à unificação

 Evo Morales apela à unificação
Tamanho do texto Aa Aa

Depois da vitória no referendo de ontem, o Presidente da Bolívia falou à nação afirmando que é fundamental que o país se una através da junção da nova constituição com os estatutos autónomos. O discurso de Evo Morales tinha como alvo principal a oposição boliviana que se tem mostrado descontente com as reformas propostas pela presidência.

Durante os festejos o Chefe de Estado da Bolívia afirmou que o seu país vive um momento histórico devido à participação espontânea da população num acto que considera importante para o desenvolvimento da democracia no seu país. Os votos não estão ainda contados mas os meios de comunicação bolivianos dizem que 55 a 60 por cento da população deram a vitória a Evo Morales.

Morales tentou com este referendo enfraquecer a oposição, revoltada com o corte na fatia de lucros provenientes da exploração de gás natural. A confirmarem-se os resultados, esta é uma derrota da oposição já que o chefe de Estado terá alcançado mais votos do que nas presidenciais de 2005.