Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Caos no Aeroporto de Bruxelas.

 Caos no Aeroporto de Bruxelas.
Tamanho do texto Aa Aa

A greve imprevista de duas empresas que asseguram os serviços aeroportuários em Bruxelas provocou fortes perturbações; a maioria dos voos foram anulados, atrasados ou desviados para outros locais.

A TAP foi uma das companhias afectadas pelas alterações.

A paralisação, sem aviso prévio, das duas empresas que carregam e descarregam as bagagens, levou as pessoas a procurarem alternativas.

Este passageiro tenta dividir o conteúdo das bagagens em duas malas de mão e uma outra empresa vai recuperar a mala maior para ver se ainda consegue levá-la no avião esta noite.

Enquanto não conseguem embarcar, muitos passam o tempo no balcão de reclamações.

Uma passageira explica que tem três opções: o reembolso, pagar outro bilhete a 200 euros ou ficar em terra, é algo que considera inadmissível.

Quem faz greve, explica a razão do protesto.

Um funcionário diz que trabalha de dia, de noite, aos fins-de-semana e nos feriados, e com todos os prémios o salário mensal não passa dos 1200 euros.

Patrões e sindicatos têm nova reunião marcada para esta manhã mas a greve pode continuar durante toda a semana.