Última hora

Última hora

Soluções Zero na reunião de emergência do executivo francês por causa da economia

Em leitura:

Soluções Zero na reunião de emergência do executivo francês por causa da economia

 Soluções Zero na reunião de emergência do executivo francês por causa da economia
Tamanho do texto Aa Aa

O governo francês reuniu-se de emergência por causa da economia do país.

Os resultados do último trimestre não são famosos, criaram ainda mais pessimismo nos agentes económicos.

O primeiro-ministro francês foi escasso no anuncio de soluções, considera que a culpa é da conjuntura internacional e defende uma reacção coordenada a nível europeu.

François Fillon diz que numa europa unificada no plano económico, e em particular numa Zona Euro unida, deverá haver uma resposta comum de vários países europeus. No âmbito da presidência europeia, Fillon quer pelo menos suscitar o debate.

Debate do qual se esperam medidas concretas nos próximos dias 12 e 13 de Setembro em Nice, na reunião dos ministros das Finanças dos 27.

O primeiro-ministro recusa-se a falar numa recessão económica e prefere a palavra abrandamento, apesar do crescimento negativo no último trimestre. O PIB caíu 0,3 por cento, a primeira queda em seis anos.

A redução do défice público para 2,5 por cento continua apesar de tudo a ser o objectivo do governo francês para este ano.