A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Ataque tropas ocidentais no Afeganistão matou 90 civis, 60 eram crianças

 Ataque tropas ocidentais no Afeganistão matou 90 civis, 60 eram crianças
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Afinal são 90 e não 30 o número de civis mortos num ataque no Afeganistão na semana passada.

As Nações Unidas admitiram haver provas suficientes para a revolta do presidente Ahmid Kharzai quando criticou bombardeamentos levados a cabo pela força militar chefiada pelos Estados Unidos.

De acordo com a Missão de Assistência da ONU no Afeganistão, morreram na semana passada 90 civis vitimas de raides aéreos, entre os quais 60 eram crianças.

O chefe de Estado afegão já tinha expressado revolta ao dizer que os bombardeamentos não serviram de nada, a não ser para matar pessoas comuns.

Numa primeira fase, os militares norte-americanos disseram não ter conhecimento de qualquer ccivil morto, depois levantaram a fasquia para 30 mortes. Afinal foram 90 os civis que perderam a vida.