Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Democratas já estão em campanha

Democratas já estão em campanha
Tamanho do texto Aa Aa

O pontapé de saída foi ontem à noite, em Denver. Hoje, os candidatos democratas à presidência dos Estados Unidos fazem-se à estrada para a maratona de uma campanha que vai durar quase 70 dias.

Barak Obama e Joe Biden tentam aproveitar a dinâmica trazida da convenção. A partir de agora, não há tempo a perder nem munições a desperdiçar. O alvo é, cada vez mais, John McCain; os assuntos são, cada vez mais, os mesmos:

Obama acusou o candidato republicano de se “obstinar sozinho a não acabar com a guerra”, acrescentando que “não é isso que tornará a América segura”. “O que precisamos”, afirma, “é de um presidente que consiga enfrentar os perigos do futuro, não que fique agarrado às ideias do passado”.

Os assuntos que prometem dominar a campanha são o Iraque, o Afeganistão e, claro, as questões económicas e sociais tão caras aos democratas.

Mas há ainda muito caminho a percorrer. Obama fez uma excelente partida na conquista de um eleitorado democrata dividido, mas a campanha é longa e promete ser renhida. As sondagens assinalam, por enquanto, um equilíbrio de forças.