Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Ordem de evacuação total na Nova Orleães

Ordem de evacuação total na Nova Orleães
Tamanho do texto Aa Aa

A Nova Orleães prepara-se para o pior furacão de sempre. Depois do primeiro alerta, as autoridades ordenaram a evacuação total da cidade, quando apenas um terço dos mais de 200 mil habitantes já abandonaram a zona costeira.

Em previsão de um furacão com mais de mil e cem quilómetros de extensão, os responsáveis locais não hesitam em ser alarmistas, para não repetirem os erros de 2005, aquando da passagem do Katrina.

O presidente da câmara de Nova Orleães, Ray Nagin, afirmou: “esta é a mãe de todas as tempestades, é tão devastadora e como vai piorando de dia para dia, penso que nunca vimos nada assim. Temos razões para estar assustados e preocupados e para nos pormos a andar daqui para fora, imediatamente”.

Mais de 1400 polícias foram mobilizados para coordenar a evacuação, que será obrigatória a partir das 13h00 locais, na costa Este e Oeste da cidade. A protecção civil já precisou que não montará nenhum abrigo intramuros, uma vez que as águas poderão atingir entre 4 e 7 metros de altura em caso de ruptura de diques. Os habitantes sem carro estão a ser transferidos por autocarro e comboio para cidades no Interior.

Uma deslocada afirma, “O Katrina destruiu-me a casa, mesmo assim regressei e mudei-me para o Leste da cidade. Agora tenho de voltar a abandonar tudo. Penso que desta vez não irei regressar. Não posso é demasiado estressante”.

O furacão Gustav deverá tocar a costa dos Estados Unidos, na segunda-feira, a Oeste da Nova Orleães, mas os meteorologistas não descartam a possibilidade de atingir qualquer zona entre o Texas e a Florida.