Última hora

Última hora

Moscovo critica uso de navios de guerra para missões humanitárias

Em leitura:

Moscovo critica uso de navios de guerra para missões humanitárias

 Moscovo critica uso de navios de guerra para missões humanitárias
Tamanho do texto Aa Aa

Moscovo não gostou de ver chegar a Poti mais um navio de guerra norte-americano. Durante uma reunião do Conselho de Estado, Dmitri Medvedev, acusou os Estados Unidos de estarem a transportar armas para a Geórgia em vez de bens de primeira necessidade.

O chefe de Estado russo diz que os navios de guerra não foram feitos para realizar missões humanitárias e que Washington está a violar as convenções internacionais. Medevedev questina: “como se sentiram se a Rússia enviasse ajuda humanitária em navios de guerra para a bacía das Caraíbas atingida recentemente por um furacão?” Um descontentamento manifestado já antes pelo ministro russo dos Negócios Estrangeiros.

Os Estados Unidos negam as acusações e garantem que as embracações transportam, apenas, alimentos, cobertores e produtos de higiene. O último navio de guerra chegou esta sexta-feira ao porto de Poti, perto do qual se encontram estacionadas tropas russas. O Mount Whitney é o terceiro a chegar ao Mar Negro.