Última hora

Última hora

Mudanças climáticas preocupam europeus mas não portugueses

Em leitura:

Mudanças climáticas preocupam europeus mas não portugueses

 Mudanças climáticas preocupam europeus mas não portugueses
Tamanho do texto Aa Aa

As mudanças climáticas preocupam os europeus. Quase dois terços dos cidadãos consideram-no o segundo grande desafio que o mundo enfrenta. (O primeiro é a pobreza; o terceiro, o terrorismo). Este é o resultado do mais recente Eurobarómetro, segundo o qual, só 48 % dos portugueses se preocupa com o aquecimento global.

Cinquenta e oito por cento dos inquiridos considera que a União Europeia não faz o suficiente ao problema. Bruxelas, recorde-se, fixou como objectivo reduzir as emissões de CO2 em 20%, até 2020, face aos valores de 1990.

Dois terços dos cidadãos da Europa dizem “agir pessoalmente” contra as mudanças climáticas, reciclando as embalagens ou reduzindo o consumo de energia. E 44% dos inquiridos diz-se disponível para pagar mais por uma energia que produza menos gases com efeito de estufa.

Outro dos objectivos da União Europeia para 2020 é utilizar 10% de biocombustíveis. Mas, num relatório aprovado esta quinta-feira, o parlamento europeu alerta para a utilização destes carburantes e quer limitar a produção, para evitar a desflorestação e aumentar a crise alimentar mundial. Os eurodeputados aconselham a que se espere pela segunda geração de biocombustíveis, mais eficaz e que deverá provocar menos danos colaterais.