A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Falhanço das negociações para salvar a Alitalia

 Falhanço das negociações para salvar a Alitalia
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Pode ser o fim da linha para a Alitalia.

O consórcio empresarial italiano CAI retirou-se das negociações, depois de seis sindicatos terem recusado as condições relativas a restrições de salários e postos de trabalho, previstas no plano de compra da da companhia aérea.

O grupo de empresários transalpino tinha ontem feito um ultimato e todas as esperanças residiam na assembleia desta tarde.

Um trabalhador da empresa avança que “quem se levantou da mesa de negociações e partiu foi o CAI”. Para um piloto da Alitalia, “o jogo deverá recomeçar”. E desta vez do lado do governo e do comissario Fantozzi, responsável pelo dossier da falência da empresa.

Os trabalhadores da companhia aérea aplaudiram a retirada do CAI.

Sem a intervenção do Governo, esta pode ser a última chamada para a Alitalia, que detém uma dívida de mais de mil milhões de euros.