Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Tempestade financeira na usada na batalha para a presidência dos EUA

 Tempestade financeira na usada na batalha para a presidência dos EUA
Tamanho do texto Aa Aa

A crise financeira norte-americana é a linha da frente no combate eleitoral para a presidência dos Estados Unidos.

O republicano John McCain foi obrigado a mudar o discurso da noite para o dia após a intervenção da reserva federal para evitar a falência da AIG. Passou de uma não regulamentação do mundo financeiro para reformas.

“Estou aqui para mandar uma mensagem a Washington e a Wall Street. Não vamos deixar os trabalhadores aqui no Michigan pendurados na seca enquanto damos milhões de dólares a Wall Street. Vamos ajudar os trabalhadores, são eles que merecem a nossa ajuda”, disse o candidato.

Para Barack Obama, o colapso financeiro de Wall Street vai ao encontro da mudança prometida no slogan de campanha.

“Tenho toda a confiança de que podemos sair desta crise, é isso que nós somos e é o que temos feito, como americanos. Mas também sei uma coisa, é que não podemos sair da crise caminhando na mesma direcção”, declarou Obama.

Duas sondagens publicadas esta quarta-feira davam vantagens de um a dois por cento a Barack Obama em relação a McCain.