Última hora
This content is not available in your region

Cristãos democratas podem perder maioria na Baviera, ao fim de 42 anos

 Cristãos democratas podem perder maioria na Baviera, ao fim de 42 anos
Tamanho do texto Aa Aa

Anuncia-se um pequeno terramoto político nas eleições do próximo domingo na Baviera, o motor económico da Alemanha.

Os cristãos democratas da CSU poderão perder a maioria absoluta que mantêm há 42 anos.

A CSU é próxima da CDU da Chanceler Angela Merkel e detém dois ministérios no executivo central.

De acordo com as três últimas sondagens, a CSU não vai ultrapassar os 49 por cento, enquanto os sociais democratas do SPD poderão chegar aos 21 por cento, seguidos dos Verdes, com 9 por cento, pelos liberais com 8 e pelo Partido de Esuqerda com 4 por cento.

A importânicia do “land” da Baviera é de tal modo forte para a Alemanha e para a coligação em Berlim que todos os partidos participaram na campanha eleitoral.

A CSU prometeu baixar os impostos e enalteceu o baixo desemprego na região. Os adversários centraram as críticas no que consideram ser investimentos ruinosos que levaram a perdas consideráveis no Banco Regional da Baviera.

Residem mais de 12 milhões de pessoas na Baviera, a região apresenta um PIB per capita anual superior à media nacional.