A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Colonização israelita na Cisjordânia debaixo de fogo na ONU

 Colonização israelita na Cisjordânia debaixo de fogo na ONU
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A colonização israelita nos territórios palestinianos foi o tema de discussão no último conselho de segurança das Nações Unidas.

Os representantes do Quarteto para o Médio Oriente que conseguiu retomar as negociações de paz estão confiantes num acordo até ao final do ano.

Mas Estados Unidos, União Europeia, Rússia e ONU apontaram o dedo a Israel nesta reunião.

Tudo está a ser feito para criar um Estado palestiniano, no entanto Israel continua a construir casas na Cisjordânia o que para muitos responsáveis impede o progresso económico da região.

Segundo o presidente da Autoridade Palestiniana, Mahmoud Abbas, com os actuais colonatos a Cisjordânia está dividida em quatro cantões.

O secretário geral da Liga Árabe explicou que a escalada de construção de casas israelitas em território palestiniano chegou a um ponto de poder matar qualquer esperança de viabilizar um Estado palestiniano.

Os representantes do Quarteto exigiram a Israel que cesse quaquer construção e que desmantele os colonatos que começaram a ser edificados em 2001.

Israel não respondeu, o país encontra-se numa fase de incertezas, depois da saída do ainda chefe de governo Ehud Olmert.

Mas Abbas reuniu-se com o presidente Shimon Peres que se mostrou confiante num acordo, mas só no próximo ano.