Última hora
This content is not available in your region

Nobel da Economia para crítico da administração Bush

 Nobel da Economia para crítico da administração Bush
Tamanho do texto Aa Aa

Em pleno tumulto financeiro, o Prémio Nobel da Economia foi atribuído a Paul Krugman, que responsabiliza as políticas da administração Bush pela actual crise. O professor e economista norte-americano foi galardoado pelos seus trabalhos sobre trocas comerciais e geografia económica.

Considerado pela revista britânica The Economist como “o economista mais notável da sua geração”, Krugman já viu reconhecidas as suas teorias em 1991 pela Associação Económica Americana e em 2004 pela Fundação Príncipe das Astúrias.

Krugman já trabalhou com instituições como o Banco Mundial, o Fundo Monetário Internacional e a ONU. Actualmente, mantém uma coluna no New York Times e lecciona na Universidade de Princeton.

É um dos fundadores da teoria “New Trade” baseada no conceito de “economias de escala”, segundo o qual bens e serviços produzidos em grandes quantidades podem ter um custo mais baixo.

Os seus estudos mostram os efeitos das economias de escala nos padrões de comércio e na localização das actividades económicas.

As crises económicas e monetárias concentram actualmente as atenções do mais recente prémio Nobel, a quem não faltará certamente matéria de estudo e razões para continuar a lançar um olho crítico à Casa Branca.