Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Greve de 24 horas paralisa Grécia

 Greve de 24 horas paralisa Grécia
Tamanho do texto Aa Aa

Greve geral de 24 horas na Grécia. O Estado helénico enfrenta hoje inúmeros cancelamentos nas ligações aéreas e ferroviárias, mas os transportes não os únicos afectados.

A greve faz-se sentir também nos hospitais, nas escolas e no sector privado, com a paralisação de advogados, engenheiros civis e jornalistas.

A mobilização foi convocada pelos dois principais sindicatos, que no conjunto representam metade da população activa do país. Em causa está o orçamento de Estado para 2009, que prevê cortes nos benefícios sociais, o aumento dos impostos e a privatização da companhia Olympic Airlines. Exigem também aumento dos salários e das pensões.

Um habitante de Atenas reconhece os inconvenientes e a ineficácia da greve. Diz que os problemas não serão resolvidos, pelo contrário, serão ampliados pela actual crise financeira.

Com esta greve, os sindicatos mantêm o braço-de-ferro contra a política económica do governo Karamanlis, que, garantem, vai levar mais gregos à pobreza.