Última hora
This content is not available in your region

Suspeitas de financiamento ilegal do Partido Conservador britânico

 Suspeitas de financiamento ilegal do Partido Conservador britânico
Tamanho do texto Aa Aa

É mais um caso para alimentar as páginas dos jornais britânicos e que pode acabar em escândalo.

No centro da polémica está este homem, o número dois do Partido Conservador, George Osborne.

Um antigo amigo, Nathaniel Rothschild, escreveu um artigo no Financial Times onde diz ter sido usado por Osborne para adquir fundos para o Partido Conservador, através de um milionário russo e a bordo de um iate.

Na Grã-Bretanha, os partidos políticos não podem receber donativos de países ou entidades estrangeiras.

O líder conservador David Cameron negou qualquer irregularidade.

Osborne negou também a tentativa de obter fundos de forma ilegal, mas confirmou ter estado várias vezes com o milionário Oleg Deripaska, o que levanta ainda mais suspeitas.

O que desencadeou a publicação do artigo no Financial Times foi o facto de Osborne ter revelado que Rothchild manteve encontros com o trabalhista Peter Mandelson no iate do milionário russo. Para Rothchild é uma traição pois é suposto não se saber o que se passa em encontros ou festas privadas.

Apenas Rothchild, Osborne e Cameron comentaram o caso. O milionário russo está em silêncio, da mesma forma que Peter Mandelson é agora ministro do Comércio e não fez qualquer comentário sobre a polémica.