Última hora
This content is not available in your region

Nicolas Sarkozy anuncia plano de criação de emprego

 Nicolas Sarkozy anuncia plano de criação de emprego
Tamanho do texto Aa Aa

Depois dos bancos e das empresas, o presidente francês, Nicolas Sarkozy, apresentou esta terça-feira um plano que tem como objectivo criar 100 mil empregos adicionais subsidiados pelos órgãos públicos em 2009.

Para tal o presidente francês anunciou a fusão entre os ASSEDIC, que é o equivalente do fundo desemprego, e a rede de agências de emprego francesas, a ANPE.

O chefe de Estado gaulês deslocou-se a Rethel, na região de Champagne-Ardennes, para inaugurar o primeiro pólo que centraliza os serviços relacionados com o emprego chamado “Pôle Emploie”, mas que só deverá entrar em funcionamento no Verão de 2009.

Em conferência de imprensa, Sarkozy referiu que “não é normal que no país que mais turistas recebe no mundo tudo esteja fechado ao domingo.”

A deslocação do Presidente francês não passou despercebida aos sindicalistas da região do norte de França. Apesar de ter apresentado medidas para a criação de emprego, cerca de duas centenas de manifestantes protestaram contra a presença de Sarkozy em Rethel.

Bernard Thibault, secretário-geral da CGT, referiu que “a primeira intervenção do Presidente da República para ajudar os bancos e a segunda intervenção para ajudar as empresas atingem os 400 mil milhões de euros em empréstimos e garantias do Estado. O plano de apoio aos trabalhadores representa zero.”

Nesta terceira etapa do plano de recuperação económica, Nicolas Sarkozy propôs uma série de ideias que considera inovadoras, mas que não fazem esquecer a barreira dos dois milhões de desempregados que deverá ser ultrapassada em França até ao final do ano.