A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Descoberta pirâmide com mais de 4000 anos

 Descoberta pirâmide com mais de 4000 anos
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Um grupo de arqueólogos egípcios anunciou a descoberta de uma pirâmide com mais de 4000 anos em Saqqara, a sul do Cairo. Os peritos acreditam tratar-se do túmulo da rainha Sesheshet, mãe do rei Téti, fundador da sexta dinastia faraónica, entre 2350 e 2180 antes de Cristo.

O secretário-geral do Conselho Supremo de Antiguidades egípcias explica que “é a mais completa pirâmide subsidiária jamais encontrada em Saqqara, pelos seguintes motivos: foi encontrada uma grande parte do revestimento exterior, com cerca de dois metros, que mostra como estava maravilhosamente envolvida. O outro aspecto importante, é que é a primeira pirâmide descoberta com uma superstrutura de cinco metros de altura”.

Descoberta após dois anos de escavações nas areias de Saqqara, a pirâmide de 22 metros de comprimento estava revestida por uma camada de pedra calcária. Com uma altura estimada de 14 metros, foi encontrada a pouca distância do túmulo do rei Djoser, a mais antiga pirâmide de que há conhecimento. Os arqueólogos esperam aceder à câmara fúnebre no espaço de duas semanas.