Última hora
This content is not available in your region

Pancadaria durante destituição de presidente do Parlamento ucraniano

 Pancadaria durante destituição de presidente do Parlamento ucraniano
Tamanho do texto Aa Aa

O mais recente episódio da crise política ucraniana fica marcado por uma verdadeira batalha campal na Rada Suprema.

Os deputados validaram hoje a demissão do presidente do Parlamento, num voto que exaltou vários ânimos.

Os legisladores do bloco Timoshenko tentaram impedir a destituição de Arseni Iatseniouk, acabando por medir forças com os representantes do Partido das Regiões.

Segundo a imprensa ucraniana, a formação liderada pela primeira-ministra Iulia Timoshenko teme que a saída de cena do presidente da Rada abra caminho para o afastamento da chefe do Governo.

Timoshenko acusou o chefe de Estado pela demissão de Iatseniouk, dizendo que Viktor Iuschenko “pretende dar o golpe final na coligação democrática”.

Mas a destituição do líder do Parlamento afecta tanto a primeira-ministra, como o Presidente, reduzindo a influência dos políticos da “revolução laranja” nas instituições-chave e bloqueando os trabalhos da Assembleia.

Iuschenko, que decretou a dissolução do Parlamento em Setembro, já descartou a realização de eleições antecipadas ainda este ano.

Apesar de continuar a acreditar que o escrutínio será a única solução para a crise política, o Presidente ucraniano defende que o país precisa de concentrar primeiro todas as atenções na resolução dos efeitos da crise financeira internacional.