Última hora
This content is not available in your region

Greve dos pilotos franceses provoca fortes perturbações no tráfego aéreo

 Greve dos pilotos franceses provoca fortes perturbações no tráfego aéreo
Tamanho do texto Aa Aa

A greve dos pilotos franceses está a lançar o caos nos aeroportos, com a multiplicação de voos anulados. Segundo o principal sindicato de pilotos, o SNPL, 80% dos pilotos da Air France-KLM aderiram ao protesto. A direcção da companhia fala de 40 por cento. Afectadas serão também companhias parceiras como Brit Air, CityJet, Regional ou CCM.

Os pilotos contestam o aumento da idade da reforma de 60 para 65 anos.

Geoffroy Bouvet, porta-voz de um sindicato de pilotos de linha, explica que entraram em greve porque os deputados aprovaram a mudança da lei sem qualquer negociação e sem pensarem nas consequências que isso terá na profissão.

A greve, iniciada à meia-noite, já levou ao cancelamento de 40% das ligações de longo curso e de 50% dos voos de curto e médio curso. Mas as companhias não descartam a hipótese de anulações de última hora.

Foi o que aconteceu a Severine Dubalais. Tinha um voo às 7h mas foi cancelado quando embarcavam. O piloto não apareceu. Colocaram-na na lista de um outro voo mas não tinha garantias de que houvesse piloto.

A paralisação vai durar até segunda-feira, altura em que o Senado vai analisar a alteração da idade da reforma. Nos próximos dias, mais aviões vão ficar em terra, pois os pilotos disponíveis vão sendo cada vez menos.

No total, a greve deverá custar cerca de cem milhões de euros.