Última hora
This content is not available in your region

Países do G20 concordam em medidas comuns

 Países do G20 concordam em medidas comuns
Tamanho do texto Aa Aa

Transparência, supervisão e coordenação são as palavras de ordem saídas da cimeira.
Os líderes das vinte potências económicas adoptaram um conjunto de princípios e um plano de acção para corrigir as falhas do sistema financeiro internacional e evitar novas crises. George W. Bush, afirmou que as nações, reunidas e Washington, concordaram que é preciso tornar os mercados financeiros mais transparentes e confiáveis. A transparência é muito importante para que os investidores e os reguladores saibam a verdade.

Gordon Brown explicou que foram definidas medidas fiscais que vão estimular o consumo doméstico, estímulos coordenados e concertados, e medidas orçamentais para suportarem a procura nas diferentes economias. O Primeiro-ministro do Reino Unido deixou claro que as medidas a adoptar serão coordenadas e destinam-se a todos os países mas cada um adoptá-las-á de forma individual.

Uma das posições mais polémicas neste encontro foi a do presidente brasileiro que declarou que G8 “já não é relevante”. Lula da Silva acredita que o G20 deve assumir o seu lugar. As novas linhas de orientação são lançadas em Março, nessa altura Barack Obama terá já tomado posse da Presidência dos Estados Unidos. O que acontece a 20 de Janeiro.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.