Última hora
This content is not available in your region

Fim da linha para alegado chefe da ETA

Fim da linha para alegado chefe da ETA
Tamanho do texto Aa Aa

Conhecido como Txeroki, o alegado chefe militar da ETA, de 35 anos, foi detido esta madrugada numa localidade dos Pirenéus franceses no culminar de uma operação policial levada a cabo pelas autoridades francesas e espanholas. Txeroki encontrava-se numa habitação de Cauterets, na companhia de uma mulher, também suspeita de pertencer à organização separatista.

É dado como sendo responsável pela morte de dois agentes policiais espanhóis há um ano no sudoeste francês. Os agentes foram abatidos a tiro numa cafetaria de Capbreton. O alegado etarra terá assumido a liderança militar da ETA em 2003. É considerado como sendo pertencente à ala dura da organização e responsável por ter colocado um ponto final nas controversas negociações entre o governo de Zapatero e a organização separatista. Terá partido de Txeroki a ordem para ser cometido o atentado de Dezembro de 2006, no aeroporto de Barajas que provocou dois mortos e arruinou definitivamente as negociações. O ataque produziu-se sem aviso prévio e numa altura em que a ETA assumia um cessar-fogo permanente. Em 40 anos de acção armada, a ETA é responsabilizada pela morte de 824 pessoas.
A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.