Última hora
This content is not available in your region

Garzón desiste de investigar desaparecidos da Guerra Civil

Garzón desiste de investigar desaparecidos da Guerra Civil
Tamanho do texto Aa Aa

Baltazar Garzón renunciou à condução da investigação dos desaparecidos da Guerra Civil espanhola.

O mediático juiz da Audiência nacional, a mais alta instância penal de Espanha, vai entregar a causa aos tribunais em cujas jurisdições se encontram as 19 valas comuns onde foram encontrados vestígios de corpos das vítimas do franquismo.

O anúncio, em Outubro passado, de que o magistrado se iria ocupar do processo tinha suscitado forte contestação por parte da direita conservadora e de alguns sectores da justiça.

Os opositores afirmam que os crimes da ditadura estarão cobertos pela amnistia votada em 1977, dois anos após a morte do general Franco.

A Guerra Civil espanhola matou centenas de milhares de pessoas entre 1936 e 1939. Em Setembro, organizações religiosas e de direitos humanos tinham enviado a Baltazar Garzón uma lista de 130.000 desaparecidos.