Última hora

Al-Qaida insta muçulmanos a continuarem ataques aos EUA

Al-Qaida insta muçulmanos a continuarem ataques aos EUA
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A Al-Qaida apela a todos aos muçulmanos a continuarem a atacar uma América que qualifica de criminosa mesmo com um novo presidente.

A mensagem foi proferida pelo número dois da organização terrorista, o médico egipcio Ayman al-Zawahri e divulgada pelo instituto SITE, uma organização americana que se dedica a monitorizar actividades islâmicas radicais.

Zawahri acusou o presidente eleito dos Estados Unidos de ter traído a suas raízes muçulmanas ao colocar-se ao lado de Israel e alertou Obama para uma grande falhanço se prosseguir com as políticas do predecessor Bush.

Barack Obama visitou Israel durante a campanha, e prometeu continuar com o apoio norte-americano ao Estado hebraico. No entanto, o futuro chefe de estado também se deslocou à Cisjordânia, onde prometeu a Mahmoud Abbas, apoiar a solução de dois estados para o conflito israelo-palestiniano.

Na sua mensagem, Zawarhi referiu ainda que os planos da futura administração americana para reforçar tropas no Afeganistão estão condenados ao fracasso.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.