Última hora
This content is not available in your region

Câmara de Amesterdão quer fechar 50 "coffee shops" até 2011

 Câmara de Amesterdão quer fechar 50 "coffee shops" até 2011
Tamanho do texto Aa Aa

A venda de drogas leves em cafés de Amesterdão parece estar cada vez mais ameaçada.

Depois da entrada em vigor das leis anti-tabaco, que também abrangem as “coffee shops”, a câmara da capital holandesa decidiu proibir a presença destes estabelecimentos perto das escolas.

O presidente da câmara explica que até 2011 as “coffee-shops” não poderão situar-se a menos de 250 metros das escolas secundárias.

Isto quer dizer que pelo menos 50 “coffee shops” em Amesterdão devem encerrar nos próximos três anos.

A ver vamos se assim será pois o presidente da câmara já prometeu outras alterações ao funcionamento do comércio na cidade que até agora não resultaram: é o caso da lei anti-tabaco – entrou em vigor no primeiro semestre deste ano continua-se a fumar dentro e fora das “coffee-shops”.

No ano passado, surgiu uma medida camarária que previa acabar com o Bairro Vermelho mas até agora não teve efeitos práticos.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.