Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Argentina vai nacionalizar fundos de pensões privados

 Argentina vai nacionalizar fundos de pensões privados
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O Senado argentino aprovou a nacionalização dos fundos de pensões privados.

O voto favorável dos senadores, duas semanas depois da “luz verde” dos deputados, abre a via à transferência de cerca de 23 mil milhões de dólares para um sistema de pensões estatal.

A decisão foi mal recebida pelos mercados bolsistas, enquanto a oposição denuncia uma “confiscação” de capital por parte do governo da presidente Cristina Kirchner para refinanciar o Estado.

Um trabalhador de um fundo de pensões privado defende que “não há razão” para nacionalizar. “O Governo tem um problema de liquidez porque não geriu bem o dinheiro que tinha nos bons momentos e agora precisa de refinanciar a dívida do próximo ano”.

A Argentina tem que fazer face a uma dívida externa de 40 mil milhões de dólares nos próximos dois anos.

Os fundos que vão ser nacionalizados correspondem a contribuições de nove milhões e meio de trabalhadores, até agora administrados por empresas de capitais argentinos, europeus e norte-americanos.