Última hora
This content is not available in your region

ONU adopta resolução para travar pirataria na Somália

ONU adopta resolução para travar pirataria na Somália
Tamanho do texto Aa Aa

O conselho de segurança da ONU adoptou uma resolução que prevê sanções contra quem contribua para a violência e para a instabilidade na Somália.

O país tem sido palco de intensa violência, com a multiplicação dos ataques de piratas no estreito de Aden.

Mas o texto não fixa os indíviduos ou organizações a sancionar.

O representante da Somália junto das Nações Unidas, Elmi Ahmed Duale, pediu uma acção mais global:

“A pirataria é um dos vários problemas que a Somália enfrenta. O conselho deve responder às ameaças que pesam sobre a paz e a segurança no país de uma forma abrangente”.

Vários países africanos têm feito pressão para que a ONU envie capacetes azuis para a Somália que vive praticamente na anarquia desde o colapso da ditadura há dezassete anos.

O secretário geral da ONU elaborou um projecto para reunir uma força multinacional para o território somali mas nenhum país se mostrou até agora interessado em colaborar com tropas.

Na semana passada, a União Europeia aprovou o envio de uma frota de sete navios para prevenir os ataques dos piratas que só este ano já sequestraram 35 embarcações.