Última hora
This content is not available in your region

Exilados tibetanos alinham posições pela "Via Média" do Dalai Lama

 Exilados tibetanos alinham posições pela "Via Média" do Dalai Lama
Tamanho do texto Aa Aa

A assembleia de líderes tibetanos no exílio reunidos durante uma semana em Dharamsala, no norte da Índia, decidiu privilegiar a via da reconciliação com Pequim.

A mais importante reunião da comunidade tibetana das últimas seis décadas culminou com um compromisso com a “Via Média” do Dalai Lama, que defende uma “autonomia cultural” alargada.

A vice-presidente do Parlamento tibetano no exílio explicou que, no entanto, não vão voltar a tomar a iniciativa do diálogo. “Se a China não responder positivamente à decisão, não restará outra opção para além de apontar para a completa independência”.

A radicalização da luta contra a dominação chinesa – defendida sobretudo pelos mais jovens – continua portanto uma hipótese real, até porque as últimas negociações entre delegações tibetanas e dirigentes chineses fracassaram redondamente.

A revolta da Primavera em Lhassa mostrou que o descontentamento é cada vez menos pacífico.