A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Forças armadas tailandesas exigem dissolução do parlamento

Forças armadas tailandesas exigem dissolução do parlamento
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

As forças armadas tailandesas deixaram de ser neutrais e decidiram intervir na crise. Exigiram ao governo que dissolva o parlamento e que convoque novas eleições. Mais, ordenaram o fim do bloqueio do aeroporto levado a cabo por cerca de 3 mil militantes da oposição.

Os manifestantes antigovernamentais tinham acabado de reforçar a presença no aeroporto de Suvarnabhumi, na capital, bloqueado há mais de 24 horas. Um protesto que levou ao cancelamento de todos os voos.

As autoridades começaram a evacuar centenas de passageiros, presos nos terminais.

Os manifestantes da Aliança do Povo para a Democracia garantem que não vão deixar aquelas instalações até que o primeiro-ministro Somchai Wongsawat se demita.

Os contestatários acusam o chefe de governo de ser uma marioneta do antigo primeiro-ministro Thaksin Shinawatra, foragido à justiça, acusado de corrupção, e deposto pelas Forças Armadas em 2006.