Última hora
This content is not available in your region

Manifestantes na Tailândia aguardam decisão do Supremo Tribunal

Manifestantes na Tailândia aguardam decisão do Supremo Tribunal
Tamanho do texto Aa Aa

Os manifestantes anti-governamentais começaram hoje a evacuar a sede do executivo tailandês em Banguecoque, para reforçar o cerco ao aeroporto da capital que dura há quase uma semana.

Os apoiantes da aliança popular para a democracia, que exigem a demissão do primeiro-ministro Somchai Wongsawat, aguardam pela decisão do Supremo Tribunal que deverá pronunciar-se amanhã sobre o pedido de dissolução do partido do chefe de governo.

No Domingo, os manifestantes tinham resistido a uma ordem de evacuação da aerogare, depois das autoridades terem declarado o estado de emergência na cidade.

O exército recusa-se a tomar parte nas operações de evacuação do aeroporto, um gesto que leva muitos analistas a falarem de um “golpe de estado encapotado” contra o actual governo populista.

Cem mil turistas estrangeiros encontram-se impedidos de sair do país, tendo sido nos últimos dias transferidos para outros dois aeroportos, quase a mil quilómetros da cidade.

Quarenta aviões puderam hoje descolar de Banguecoque, mas vazios.

Vários países europeus como Espanha e França enviaram aviões para uma base militar nos arredores da capital para poder repatriar os seus cidadãos nacionais, a maioria bloqueados nos hotéis desde há uma semana.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.